domingo, maio 22, 2011

Religião

Oi leitor.

Vim falar um pouco de um assunto um tanto polêmico.
Assim como o futebol, política a religião mexe com a paixão das pessoas.

Tem gente muito radical quando fala de religiosidade. Tem gente que não gosta nem de tocar no assunto diz que é algo inquestionável e portanto não deve ser discutido...

Símbolos religiosos
Bom, agora deve ter surgido uma pergunta na sua cabeça:

E você broa, é de que religião?


Até alguns anos atrás me considerava católico. Mas com o passar do tempo fui me perguntando para que servia para mim a religião. E na minha humilde opinião, serve para o ser humano não se sentir tão só e pequeno perante esse enorme universo cheio de coisas desconhecidas. Serve também para confortar o sofrimento de morte de um parente:
- Ele foi para o Céu!

Não consigo acreditar em todas essas coisas de alma, espírito, reencarnação, milagres, coisas sobrenaturais em geral. Sou muito cético com essas coisas.

Você religioso fanático deve estar dizendo que vou para o Inferno, que tenho um pacto com o Demônio ou algo desse tipo. Pode achar o que você quiser, respeito a sua liberdade de expressão, mas por favor não fique me atormentando só por causa disso.

Sou um agnóstico. Sei que a existência de um ou mais deuses nunca vai ser provada e nem quero esquentar a cabeça com isso. Já fui ateu, mas discutia de mais com as pessoas. Como percebi que nenhum dos dois lados (ateísmo e teísmo) tem provas suficientes para me convencer então fico sem religião mesmo.

Meus pais a princípio ficaram chocados, são de famílias cristãs conservadoras. Minha mãe reagiu com mais perplexidade.
- Ninguém é nada sem Deus meu filho...!
- Mãe, você quer dizer que os cristãos são superiores aos outros que não acreditam? Isso que a senhora está fazendo se chama Etnocentrismo. A sua religião não é melhor nem pior do que todas as outras. E meu caráter muda só porque eu não tenho religião?!
- Não foi bem isso que eu quis dizer...

Meu pai só disse para eu não fechar meus olhos para outras religiões.

Para mim as religiões castram sensações, pensamentos. Tudo é pecado, é errado.


Por isso sou feliz em ser como eu sou. Sigo meus princípios éticos, as leis. Vivo minha vida me sentindo mais independente.

Eu não estou querendo fazer apologia ou querendo induzir alguém a deixar sua religião.
Só estou mostrando minhas idéias.



Ai fica uns vídeos de PC Siqueira para complementar isso.


Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário