Capítulo 1.2 - Morte Aos Nerds!


Neah se assustou e seu coração bateu forte, era apaixonado pela Liana desde que a mesma entrou pro grupo de teatro na quinta série. Muitos anos antes, o garoto ficara muito animado com a idéia de tê-la em seu grupo. Mas eis o que aconteceu:
                -Na quinta série, Marvin era gordo, gordo de mais para uma criança daquela idade. Como tinha que fazer alguma atividade extra no colégio, decidiu algo que não exigisse muita força: Teatro.
                Liana entrou pra turma. Seus cabelos castanhos eram lindos e seu rostinho tão delicado que o deixava nas nuvens. Seus olhos cor de mel o fizeram viajar em seus pensamentos.
                A professora de teatro disse: -Alunos, esta é Liana Robbens, ela vai participar da nossa peça sobre Romeu e Julieta!
                Os alunos começaram a cumprimentar a novata, mas Marvin pensou : - Esta é minha oportunidade perfeita de deixar de ser tímido e beijar uma gatinha!
                Então se aproximou da garota e disse: -Olá, Liana! Eu sou Marvin.
                A garota disse pro gordinho : -Oi, Marvin. – O obeso, não satisfeito, continuou: - Seus cabelos cor de mel são muito bonitos!
                Os outros alunos, ao ouvirem isso, disseram : - Sem chance! Você nunca terá chance com ela, sua baleia gorda!
                Neah ficou muito triste e vermelho com aquilo, mas deu um abraço em Robbens. “Nossa! Seu cabelo é muito cheiroso, por acaso você usa xampu de morangos com amora?”
                Todos começaram a rir. “Não!” disse Liana com um sorriso. “Uso o xampu da mamãe! Dizem que é errado usar xampu de gente velha, mas eu acho cheiroso!”
                De noite, Marvin estava muito feliz com aquilo, mal pôde dormir, pela primeira vez na vida, aprendeu o que era paixão. E era muito legal.
                No dia seguinte, a professora disse: - Hoje vamos fazer um sorteio! Vamos decidir a quem serão atribuídos os papéis da peça “Romeu e Julieta”!
                “Eu tenho que ficar no mesmo grupo de Liana!” pensou Neah. “Mas como posso fazer isso?” Segundos antes do sorteio, estava admirando a garota dos seus sonhos quando lembrou  que no começo do ano alguém o havia contado que Deus era um cara bem legal, que havia aberto o Mar Vermelho e que podia fazer coisas impossíveis.”
                Então começou a orar. Fechou os olhos e sussurrou. “Deus, me falaram muito bem do Senhor! Olha aqui, eu conheci Liana há pouco tempo, mas acho que ela será a mãe dos meus futuros filhos. Eu quero ter muitos filhos com ela, mas pra isso eu terei que casar com ela. Essa peça é uma grande chance de acender as faíscas entre nós dois. Permita-me que eu seja Romeu e que Liana seja sorteada como Julieta! Amém! Amém! Amém!”
                A professora começou a sortear: - Liana, você será a nossa Julieta! José, você foi sorteado como Tebaldo. Hm... que interessante. Nicolas, meu garoto! Você será Romeu!
                O coração de Neah quase parou de bater. “Não!” pensou. Lágrimas começaram a descer dos seus olhos. “Que merda!!!” pensava.
                A professora continuou: - Marvin! Você será Páris! Você está chorando?
                “Páris, quem diabos é Páris?” perguntou, quase gritando.
                “Ah, Páris é o pretendente de Julieta. Mas ela gosta mais do Romeu mesmo. É um ótimo papel! Fique feliz!”
                Nicolas, um garoto loiro, muito alto e forte para a idade que tinha, disse para o futuro “Páris”: - Eu acho que é muito para uma coisa gorda como você! Você devia ser um dos empregados, sua baleia!
                No outro dia, Marvin estava muito triste na escola. Arrasado, mal conseguia prestar atenção na aula. No intervalo, ficou observando enquanto Liana brincava com suas amigas lá longe. Josh tocou o seu peito. “Cara, eu sei que você queria ser Romeu por causa de Liana, mas você terá outras oportunidades.”
                “Mas eu pedi a Deus! Ele faz coisas legais pelos filhos dEle, não?”
                “Sim, faz. Mas pra isso você tem que agradá-lo. Você nunca vai à igreja e,mesmo tendo 11 anos, você gasta grande parte do seu dia vendo aquelas revistas de mulher pelada que eu te emprestei! Mulher pelada incita a Luxúria, e luxúria é pecado...”
                Aquilo arrasou Neah mais ainda. Porém o garoto gordinho continuou freqüentando os ensaios. No dia da apresentação, Josh Bobby chegou cedo ao local da peça e notou algo estranho em seu melhor amigo : Ele estava bem feliz, muito empolgado e seus olhos tinham um brilho estranho. Observando isso, o negro disse: - Marvin! Você está alegre demais hoje. Não tem noção do que vai acontecer? Romeu tem que beijar Julieta uma vez durante a peça. Ou seja, Nicolas beija Liana.
                Mas o balofinho mostrou um sorriso torto e respondeu : -Não, isso não vai acontecer! Eu tenho um plano... He He.-Durante a peça, Marvin agiu como a professora o havia ensinado, seguindo fielmente seu papel. Os alunos assistiam à peça com muita atenção e muitos pais estavam presentes ali. O diretor Quinn só trabalhava com o ensino médio, mas estava ali para ver a peça também, Romeu e Julieta era sua obra predileta de Shakespeare.
                Tudo ia muito bem, até que finalmente chegou o momento em que cortinas negras do palco se fecharam diante de Marvin e de todos os outros personagens secundários. Os únicos que ficaram visíveis para a platéia foram Liana e Nicolas. “Oh! Este é o momento em que os dois se beijam!”pensou o gordinho. “Está na hora do show!”
                Um silêncio tomou conta da peça, era agora, Nicolas estava prestes a beijar levemente Liana, como estava no enredo da história, mas alguém saiu das cortinas grandes e entrou no palco. Era ele, Marvin Neah.
                O beijo foi interrompido e todos começaram a olhar feio pra o garoto gordo e intruso e a professora de teatro logo susurrou: - Cai fora daí!
                Enquanto isso, Bobby fitava curioso o palco, nunca imaginou seu amigo fazendo aquilo. Marvin estufou o peito flácido e gritou para o público. “Oi, eu sou Páris. Hehe. Eu sou um jovem nobre, parente do príncipe e pretendente de Julieta. Não deixarei um patife qualquer roubar a minha mulher!
                O diretor Quinn se irritou: - Que merda é essa?!
                Então Marvin se aproximou de Liana e Nicolas. O suposto Romeu gritou: - Saia daqui, sua baleia gorda! Você está estragando a peça! Balofo!
                Liana estava muito assustada e todos olhavam para o intruso, incluindo os pais da garota de cabelos castanhos. Neah gritou : - Eu sou Páris e morrerei defendendo a minha honra! Eu não sou do tipo que leva ponta!
                E, puxando Liana, lascou um beijo nela. A confusão foi geral, os pais da garota se levantaram e começaram a xingar,enquanto Marvin tentava dar mais beijos em Liana. A garota gritava : - Me solte!
                Nicolas se irritou e gritou : - Sai daí! Sua baleia! – Dando um soco no rosto redondo do de Marvin.
                Os adultos entraram no palco e socorreram o garotinho obeso,cujo nariz já sangrava. Josh achou aquilo incrível e começou a bater palmas, os outros garotos da quinta série riam e fizeram o mesmo.